Skilled Visa – Psicologia (Parte 2 – VETASSESS)

psico-australia

No post anterior introduzi o que seria o processo do skilled visa para psicólogos, vamos agora então destrinchar cada um dos meios…

Para começar vamos destrinchar o processo do skilled visa como psicoterapeuta, que é realizado pelo VETASSESS (Vocational Education and Training Assessment Services).

A VETASSESS é o órgão responsável pela avaliação de competências para fim de migração das “general professional occupations” e “trade occupations“. A profissão de psicoterapeuta se enquadra na “general professional occupation” e é descrito o trabalho como:

“Um psicoterapeuta fornece diagnóstico e tratamento de transtornos mentais e emocionais usando métodos psicoterapêuticos como terapia comportamental, biofeedback, terapia de relaxamento e outras técnicas.”

A aplicação pode ser realizada online ou via correio, para tanto, além da definição da profissão a qual você deseja ser avaliado, será necessário também a definição do visto ao qual você irá aplicar. Para avaliação será necessário o envio de cópia do passaporte; comprovante de identidade e alteração de nome caso se aplique; comprovação de sua graduação (aqui é necessário diploma, histórico escolar e programa de curso ou plano de aulas – se tiver pós-graduação manda junto!); comprovação de pelo menos um ano de experiência de trabalho relevante à profissão, obtida nos últimos cinco anos; e currículo.

Toda a documentação deverá ser enviada no original e em inglês, traduzido por um agente autorizado. Caso haja necessidade de algum documento adicional você será notificado. Após enviar toda a documentação e pagamento de taxas a solicitação é encaminhada a um oficial que realizará o procedimento de avaliação que dura entre 6 e 8 semanas. Para avaliação da VETASSESS não é necessário comprovação de nível de inglês.

As taxas cobradas variam entre 810 a 957 dólares australianos, a depender se a aplicação foi realizada online ou via correio, de dentro ou fora da Austrália.

Lembrando que este processo o torna elegível para migração, porém não autoriza a pessoa a exercer a profissão na Austrália.

Gostou do conteúdo? Tem informações complementares? Alguma dúvida? Está neste processo? comente aqui e vamos trocando figurinhas…

Anúncios

19 comentários em “Skilled Visa – Psicologia (Parte 2 – VETASSESS)

  1. Oi Mari! Adorei o post! Eu quero imigrar para a Australia sozinha, em 2018. Sou psicóloga no Brasil, mas vou iniciar diversos cursos esse ano em Marketing digital, empreendedorismo e etc. Porém não tenho experiência nessa área. Pensei em tentar o visto de empreendedor (188) que foi lançado em outubro do ano passado, mas lendo seu post, pensei no visto de psicoterapeuta, apenas com a intenção de chegar na Australia com um ensino técnico (infelizmente não equivale a ensino superior).
    Chegando na Australia com esse visto, em que ele me beneficiaria (já que ele não garante que eu trabalhe na área)?
    Beijos!!

    Curtir

    1. Olá Helen, obrigada pelo comentário!!! Os processos que descrevi até então servem para reconhecer para o governo Australiano que você tem a formação que eles necessitam, os processos servem para que você possa dar entrada ao pedido de visto permanente, que te garante uma série de direitos na Austrália, como trabalhar full time, acesso a serviços de saúde, educação para filhos, e por aí vai… além de ser um caminho importante para o acesso a cidadania australiana.

      Curtir

  2. Mari, o Vetasses tem prazo de validade? Não seria interessante adotar a estratégia de análise pelo Vetasses antes de ir para Australia como intercambista? Se a entrada será através do visto de estudante (para aprimorar o inglês), penso que estar munido do Vetasses nos daria mais conforto em renovar o visto num segundo momento (e aí já pensando no 189); utilizaríamos o título já conquistado para a aplicação que exige o Ielts e que só teremos condições de aprovação depois de um tempo dedicado ao inglês. A agência não soube instruir algo nesse sentido? …até porque quanto antes viabilizássemos o Vetasses, melhor seria pra comprovação do tempo das experiências. Uma coisa é um Vetasses agora que estamos ainda em contato com a psico. Outra coisa é dar entrada depois de meses dedicadas apenas ao inglês e já em território estrangeiro.

    Curtir

    1. Olá Tássia, o Vetasses tem prazo de validade sim, a agência passou algumas informações, e decidi outras por conta… meu intercâmbio está para o segundo semestre do ano, como até lá teremos uma nova lista SOL vou aguardar a nova divulgação para envio das documentações, mas o plano é este mesmo, enviar as documentações para análise ainda estando no Brasil, intercâmbio para aprimorar o inglês e conseguir o IELTS e renovação de visto já tentando o visto permanente. A experiência também é outro ponto, quero tentar permanecer o máximo no meu emprego para somar pontução na hora da aplicação do visto… este é o caminho…

      Curtir

      1. Mari, o pessoal te informou a validade do VETASSES? Esse detalhe fará toda diferença né? Eu ainda não consegui essa informação. E em qual área você atua no momento? A minha atuação em psicoterapia propriamente dita foi ao final da faculdade no estágio supervisionado obrigatório (tive paciente por um ano) e a escolha da abordagem foi minha. Após a graduação me especializei em avaliação psicológica, atuando em uma clínica médica e psicológica. Depois disso me dediquei a área de Recursos Humanos. E o medo agora de nada disso validar um VETASSES? rs. Por isso minha pergunta sobre sua carreira. Você tem alguma dificuldade nesse sentido?

        Curtir

  3. Tássia, não guardei a informação do prazo de validade, tenho na cabeça que são 10 anos, mas posso estar bem enganada. Eu atuo na área clínica especializada (saúde mental). A área de recursos humanos também está na SOL, mas aí não sei os tramites…

    Curtir

    1. Mari, muito mais burocrático considerar minha prática atual. APS exige muito mais que o VETASSES. Seria realmente uma análise do perfil profissional enquanto Psicólogo (curso Superior). Pelo Vetasses teremos uma análise compatível ao curso técnico deles. Você está muito mais garantida que eu. Li depoimentos de pessoas que deixam claro que apesar do caminho ser longo, é mais simples do que parece. Estou com contato de uma agência de Imigração em Sidney de proprietários brasileiros. Devem ter um grande conhecimento sobre tudo isso. Vou tentar contato semana que vem e passo pra você qualquer informação nova.

      Curtir

  4. Mari, fiz contato com Smart Vistos e o agente me disse que mesmo pelo VETASSES teríamos de ter pós graduação na Australia para sermos elegíveis. To super confusa e apreensiva agora. Você poderia me passar o contato da sua agência por favor? Obrigada!

    Curtir

    1. Mari, meu caso está em estudo por uma agência em Sidney. Se for efetivo esse feedback, vou te passar todos os contatos. Em breve te dou notícias. Acho mais fácil agentes que atuam na Austrália terem mais iniciativa por facil acesso as informações… que espero serem mais assertivas. De início parecem ter mais compreensão da necessidade se comparados aos que atuam aqui (consultei dois) e querem trabalhar na base da adivinhação. rs Fiquei insatisfeita com a falta de proatividade por isso mudei o rumo também. Enfim… vamos nos ajudando. 😉

      Curtir

  5. Pingback: A nova lista SOL
  6. Oi Mari, td bem?
    Não sei se você se lembra de mim, mas nos conhecemos ha muito tempo através da Metodista e dos eventos e cursos de Psicologia. Me formei na Meto em 2012!
    Achei muita coincidência te encontrar por aqui, pois estou morando na Australia ha 2 meses e também pensando no processo de validação do diploma.

    Você ja esta aqui?

    E você viu que agora tudo relacionado a Psi é na APS?
    Olha esse link:
    https://www.legislation.gov.au/Details/F2017L00850

    Beijos e vamos nos falando.

    Curtir

    1. Oi Roberta, comigo está tudo bem sim e vc, como está? Claro que lembro de ti, e qnt tempo menina!!! Eu vi sim que o processo agora é todo pela APS, muito mais burocrático, com muito mais passos, e bem mais caro… aonde você está? me mande mais notícias!!!!

      Curtir

      1. Que bom q lembrou!! Tudo bem tb (:
        É uma pena que eles estão deixando tudo mais burocrático por aqui. A sensação é que cada vez está mais complicado o processo de imigração.
        Então, eu tive o visto de estudante negado, estou com visto de turista e meu marido veio com o HolidayWork Visa, por isso nós decidimos viajar um pouco pela Australia antes de se fixar em algum lugar,
        Chegamos em Darwin (Northern Territory), ficamos la cerca de um mês e meio e depois fizemos 10 dias de viagem de carro até Perth. Estamos aqui agora e daqui duas semanas vamos para o Sul em Adelaide
        No entanto, a ideia é voltar para o Northern Territory que é onde meu marido tem mais possibilidades de encontrar trabalho! Beijos e dê noticias também!

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s